Divers

Accueil/Divers

Compte rendu -Megacity Slums sur Géocarrefour

Marie-Caroline Saglio-Yatzimirsky, Frédéric Landy (éd.), Megacity Slums : Social Exclusion, Space and Urban Policies in Brazil and India
Myriam Houssay-Holzschuch

Les très grandes villes des pays émergents sont des laboratoires pour les sciences sociales : l’ampleur quantitative et qualitative des questions urbaines, la place bien particulière d’États simultanément marqués par le néolibéralisme et l’interventionnisme développemental, la coprésence des très riches, des très pauvres et d’une classe moyenne grandissante en sont les ingrédients empiriques. D’un point de vue épistémologique, ces villes permettent de « désoccidentaliser la pensée urbaine » (Choplin, 2012), par exemple en y testant des concepts souvent élaborés ailleurs. Enfin, d’un point de vue méthodologique, une telle démarche est particulièrement efficace lorsqu’elle sort explicitement de l’exceptionnalisme urbain pour se lancer dans une démarche comparative (Robinson, 2011).

Les auteurs de Megacities Slums s’inscrivent dans cette série de partis-pris, empiriques, thématiques, épistémologiques et méthodologiques. L’ouvrage regroupe les contributions de chercheurs français et brésiliens de plusieurs

Receber cidadãos é muito mais produtivo do que receber refugiados

OBSERVATÓRIO 9474

Receber cidadãos é muito mais produtivo do que receber refugiados
setembro 23, 2015

*Por Larissa Frozel Barros

No último dia 15 de agosto, o Laboratório de Psicanálise e Sociedade (USP) e o Núcleo de Psicanálise e Política (PUC-SP) realizaram o evento “Imigração e Refúgio: Práticas Clínico-Institucionais”, na sede da APROPUC (Associação dos Professores da PUC-SP).
Apesar da discussão sobre migração ser atual e estar em evidência, talvez muitos amantes do tema tenham hesitado em comparecer ao evento por conta da referência a “Práticas Clínico-Institucionais”. E de fato um encontro organizado por grupos de psicanálise não poderia dar outra impressão além da possibilidade de uma abordagem específica do assunto.

É importante notar, entretanto, que as palavras “sociedade” e “política” aparecem no nome dos grupos da USP e da PUC-SP, respectivamente. Isso para sublinhar que há algum tempo a psicologia vem se abrindo para o diálogo com outras áreas, e este evento poderia ser caracterizado como

Do relatório ao relato, da alienação ao sujeito

Psicologia USP, vol.26 no.2 São Paulo May/Aug. 2015
http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-65642015000200
Marie-C. Saglio-Yatzimirsky, Do relatório ao relato, da alienação ao sujeito: a experiência de uma prática clínica com refugiados em uma instituição de saúde

RESUMO

Neste artigo, buscaremos evidenciar a especificidade e os limites de uma consulta transcultural no Serviço de Psiquiatria do Hospital Avicenne (França) com sujeitos requerentes de refúgio, originários principalmente da África e Ásia do Sul, atendidos por distúrbios psicotraumáticos. Tratar-se-á de tentar mostrar que uma abordagem clínica, que leve em conta o contexto sociopolítico e a situação jurídica desses pacientes “migrantes”, irá possibilitar a emergência da palavra do sujeito. A partir da construção de dois fragmentos de caso, mostraremos como as representações político-sociais acerca do “migrante”, “refugiado”, “vítima”, “suspeito”, deixam suas marcas concretas e simbólicas nos sujeitos bem como influenciam os modos de condução do trabalho clínico. Isso nos permitirá, em um segundo momento, questionar a noção de alienação. Por fim, iremos lançar uma

Imigração e Refúgio: práticas clínico-institucionais

Data: 15 de agosto 2015, Sábado

Local: APROPUC – Rua Bartira, 407 – Perdizes

Horário: 8h30 – 13h30

Programação:

Abertura

8h30 – Miriam Debieux Rosa

Mesa 1 – Imigrante: subjetividade e política

Marie-Caroline Saglio-Yatzimirsky (INALCO)

Ilana Mountian

Mediação: Caterina Koltai

Mesa 2 – Tempo e urgência nas práticas com imigrantes e refugiados

Viviani Carmo-Huerta

Cristina Rocha Dias e Pedro Seincman

Ana Gebrim e Flavia Gleich

Mediação: Marcio Gagliato e Mauro Mendes (Instituto Vox)

Organização: Laboratório de Psicanálise e Sociedade (USP) e Núcleo de Psicanálise e Política (PUC-SP)